Centenária, prestigiada e galardoada. A história e as actualidades que faltavam em português. Bem vindo ao glamour da Holland America Line ! Blogue não oficial/ Unofficial.

sábado, 3 de Março de 2012

Factos históricos da Holland America Line (em actualização)

Em 1869, Antoine Plate escreveu um artigo no qual afirmava a necessidade de introduzir um serviço de navio a vapor directo para a América do norte desde Roterdão. Três anos mais tarde, juntamente com Jonkheer Otto Reuchlin, funda a Plate Reuchlin & Co. A ideia inicial dos jovens era construir 4 navios mas o dinheiro disponível reduziu-os a dois. O primeiro navio chamou-se "Roterdão", sua cidade natal. Demonstrada a viabilidade da ideia pelo sucesso das viagens, a necessidade de angariar mais capital para novos navios abre portas a um sócio mais velho, W. van der Woeven. O projecto prossegue em 1873 com novo nome: NASM. Assim começa a longa vida da Holland America Line.
Antoine Plate, Otto Reuchlin e W. van der Woeven

Factos relevantes:
1873 Fundação em Roterdão da NASM: Nederlandsch-Amerikaansche Stoomvaart Maatschappij.

1880-1920 NASM torna-se a maior transportadora de emigrantes da Europa para o novo mundo com mais 10% do que todas as outras juntas. A limpeza e qualidade da frota promovem o sucesso, é reconhecida como “a frota imaculada”
1883 Todos os navios de passageiros terminam com o sufixo “dam”
1890 A intensa actividade leva a NASM a adquirir um terminal em Nova Iorque: “Hoboken”
1895 Primeira viagem de lazer: Rotterdam-Copenhaga
1896 Junho 15, NASM passa a chamar-se Holland Amerika Lijn (HAL)
1914-18 HAL perde 6 navios e 13 funcionários durante a I Guerra Mundial. Retoma em seguida com 10 navios
1921 HAL constrói 4 navios de passageiros e carga: Edam IV, Leerdam II, Maasdam III e Spaarndam II para serviços destinados a Cuba
1921-24 Governo americano impõe fortes restrições à emigração, afectando as companhias de navegação transatlântica
1926 Inclusão de novas rotas após retoma económica. Veendam II viaja pela primeira vez para as Caraíbas em cruzeiro. O Rijndam I faz a primeira volta ao mundo da companhia como universidade flutuante. HAL começa a “contentorizar” as cargas
1930-33 HAL enfrenta a grande depressão. 12 navios são vendidos para sucata. Escritórios na Europa, EUA e Canadá são fechados ou consolidados com outras companhias holandesas. O número de funcionários é reduzido em 34% e quem fica vê o ordenado reduzido em 10%
1938 HAL volta aos lucros com o transporte transatlântico de passageiros. Realiza paralelamente 36 cruzeiros (lazer). O imponente Nieuw Amsterdam II torna-se o navio bandeira da companhia
1939-45 HAL enfrenta a 2ª Grande Guerra. Perde 25 dos 34 navios da frota, 264 trabalhadores da empresa perdem a vida. Com o início da guerra, o navio Westerland, comprado pela HAL à Red Star, fica atracado em Falmouth, Inglaterra, tornando-se sede do governo holandês. Nieuw Amsterdam desfaz-se do luxo, mantém a bandeira após a ocupação da Holanda e transporta em tempo de guerra 400.000 militares perfazendo meio milhão de milhas. O “destemido” nunca foi “apanhado” pelos alemães
1950-60 Durante esta década a HAL publicita “É bom estar num navio bem gerido” embrião da “gestão hoteleira”
1951 HAL muda a imagem, os seus navios de passageiros passam a ter um casco cinza. Os navios Ryndam II e Maasdam III, tidos por navios “económicos”, permitem o acesso de todos os passageiros a áreas comuns, reservando um só “deck” para a primeira classe
1958 Primeira viagem de lazer à volta ao mundo “Grand World Voyage”, realizada pelo Statendam IV
1959 Entra em serviço o famoso SS Rotterdam V (actualmente hotel em Rotterdam), torna-se navio bandeira
1963 Entra em funcionamento o novo terminal da HAL em Nova Iorque: “pier 40”, no lado contrário do pier “Hoboken” no rio Hudson
1968 Nieuw Amsterdam II e Rotterdam V juntam-se ao Statendam IV para serviços de cruzeiros. HAL torna-se a primeira companhia de navegação de passageiros com sistema de gestão hoteleira. Adopta o conceito de jantar “Lido”
1971 HAL deixa totalmente o transporte de passageiros para realizar cruzeiros
1975 Prinsedam realiza o primeiro cruzeiro ao Alaska pelo Inside Passage
1978 HAL transfere a sua sede de Rotterdam para Stamford, Connecticut-USA
1980 Em reposição do Alaska para a Indonésia, Prinsedam regista um incêndio na sala das máquinas. Afunda quando era rebocado a oeste de Sitka (Alaska)
1983 HAL transfere a sede para Seattle
1989 HAL torna-se membro do Grupo Carnival
1990 HAL anuncia o programa de construção de três navios (classe Vista) de 1266 passageiros, mais tarde acresce a 4ª unidade.
1993 Janeiro, Statendam (5º da HAL) entra em serviço e realiza a primeira temporada de verão da HAL na Europa após 20 anos
1993 Dezembro, Maasdam (4º da HAL) entra em serviço
1994 Outubro, Ryndam (3º da HAL) entra em serviço
1996 Maio, Veendam (4º da HAL) entra em serviço, alterando a estratégia comercial da companhia. O Westerdam fica 1 ano nas Caraíbas. Maasdam segue para a Europa e é incrementado para 6 os navios no Alaska
1996 Dezembro, HAL compra ilha desabitada com 2400 hectares chamada Little San Salvador a vários proprietários das Bahamas por 6 milhões de dólares
1997, 30 Setembro, o navio SS Rotterdam (5º da HAL) é retirado do serviço
1997 HAL apresenta a sua ilha privada: Half Moon Cay (Little San Salvador)
1997, 11 Novembro, o novo navio bandeira Rotterdam (6º da HAL) entra em serviço e é o primeiro a aportar Half Moon Cay
1998 Nieuw Amsterdam, Noordam, Statendam, Maasdam, Ryndam e Westerdam batem recorde de 120 cruzeiros pelo Alaska
2000 Rotterdam realiza a primeira viagem da HAL à Antárctica no “Grand World Voyage”
2004 Prinsedam torna-se o primeiro navio da HAL a subir o rio Amazonas
2006 Março, Rotterdam é considerado pela terceira vez navio do ano pela revista World Ocean & Cruise Liner Society
2006 Junho, Noordam resgata 22 refugiados nas águas entre a Turquia e a Grécia, acto elogiado pelas Nações Unidas. Em colaboração com a National Oceanic and Atmospheric Administration-USA, a HAL desenvolve um programa de treino a fim de reconhecer e evitar colisões com baleias.
2006 Julho, Westerdam e Oosterdam são os primeiros navios adaptados a receber corrente eléctrica no porto de Seattle, evitando o consumo de combustível.
2006 Dezembro, 3 navios da classe “Vista”: Noordam, Westerdam e Oosterdam recebem o prémio ambiental “Green Planet award” concedido pela Kuoni – Suíça
2007 Fevereiro, HAL abre nova sede no cais de Wilhelmina para vendas e marketing em Roterdão.
2007 Abril, Zaandam inaugura novas tecnologias para a redução de emissões na sua propulsão e arranca, em cooperação com agências governamentais americanas e canadianas, na investigação do uso da água do mar para evitar ainda mais as emissões de gases nos navios oceânicos
2007 Maio, Westerdam termina a renovação interior com a adição de novos camarotes e melhoria dos espaços comuns
2007 Junho, Carnival anuncia a construção do segundo navio da classe “signature” com 86.000 toneladas por 425 milhões de dólares para inaugurar no Outono de 2010 (Nieuw Amsterdam)
2007 Dezembro, 10º aniversário da abertura de Half Moon Cay.
2008 Janeiro, Amsterdam festeja o 50º aniversário da volta ao mundo numa viagem de 114 dias para aportar 39 vezes em 29 países
2008, 18 de Abril, 135º aniversário da HAL. Anuncia programa de doações de bens usados da empresa a organizações de beneficência
2008, 1 Julho, Rainha Beatriz da Holanda baptiza o navio Eurodam em frente da primeira sede da empresa em Wilhelminakade – Roterdão
2008, 10 Setembro, é anunciado o nome do novo navio da classe “signature”, quarto navio a receber o nome Nieuw Amsterdam. O design interior e a colecção de arte são de grande valor para reflectir a história e “glamour” da cidade de Nova Iorque, anteriormente chamada de Nova Amesterdão
2008, 4 Novembro, HAL anuncia o valor final da implementação das melhorias nos seus navios para atingir a excelência pelo programa “Signature of Excellence”: 525 milhões de dólares
2008, 14 Dezembro, HAL mostra-se imbatível, pelo 17º ano consecutivo obtém o prémio da World Ocean & Cruise Liner Society para o melhor cruzeiro na relação custo/benefício
2009, Abril e Maio, Oosterdam e Veendam prosseguem a rotação de todos os navios da HAL para receber o programa de beneficiação para o Signature of Excellence
2010, 4 Julho, Princesa Máxima da Holanda baptiza o novo navio Nieuw Amsterdam em Veneza-Itália
2011 O futuro a Deus pertence, pela sua grandiosa história parece ser uma companhia abençoada, pelo menos pela realeza holandesa.


Créditos: pinturas do SS Nieuw Amsterdam e do SS Rotterdam de Frans Romeijnsen